Seminário discute abuso e exploração sexual em Glória do Goitá

O evento será realizado no próximo dia 14, às 9h, na sede da Organização Não Governamental (ONG) Giral e contará com a presença de representes do Canal Futura, do Conselho Estadual dos Direitos da Criança e do Adolescente e Gestores Públicos parceiros da iniciativa. O seminário marca a abertura do Projeto Educar para Proteger, desenvolvido pela ONG, que irá capacitar  30 professores e 100 estudantes da rede pública de ensino, com a participação de suas famílias, prioritariamente as rurais, para identificar causas, casos e violações voltadas para o tema.

No momento, estudantes envolvidos pelo Programa Criança Esperança, do município, irão encenar a peça teatral “Pela brecha da fechadura”, que traz uma abordagem sobre a situação local. Dados sobre abuso e a exploração sexual no município, envolvendo principalmente, crianças rurais são preocupantes e estão entre os principais desafios para a garantia de direitos da infância em Glória do Goitá. “O crime que afeta e prejudica a vida das crianças, não pode ser negligenciado e será enfrentado com investimento na educação das crianças, dos professores e das famílias”, socializa o coordenador do Giral, Leonildo Moura.

O abuso e a exploração sexual ferem a dignidade da infância, retiram direitos, excluem e matam. Segundo Moura, que também é conselheiro de direito do município, “na zona rural os casos são ocultados, embora os dados sejam alarmantes”. O projeto irá preparar as pessoas para enfrentar a situação com os conhecimentos necessários para prevenir e atender esses casos que oprimem a infância.

A experiência do projeto, os depoimentos das crianças e as histórias dos professores serão transformados em um livro – denominado “Pela brecha da fechadura”. A produção será coletiva, com a participação dos professores e será ilustrado pelas crianças envolvidas nas ações. O lançamento está previsto para agosto de 2019. Muitas histórias serão contadas. E começam a ser vivenciadas no seminário do dia 14/09.