Região de atuação

A região de atuação do Giral é conhecida por ser um celeiro cultural. Glória do Goitá e Lagoa de Itaenga, na Zona da Mata Norte, Pombos na Mata Sul e Feira Nova no Agreste. Juntos, esses municípios compõem o território conhecido como Bacia do Goitá e são prioridades para o desenvolvimento de projetos da instituição.

Além de se destacarem no estado como pólos da cultura popular, esses municípios têm em comum a ligação através do Rio Goitá, a vocação para a agricultura familiar no meio rural, e os costumes e cotidiano da vida interiorana. Glória do Goitá é conhecida como a terra berço do mamulengo, Feira Nova como a terra da farinha, Lagoa de Itaenga como a terra da cana-de-açúcar e Pombos como a terra do abacaxi. Para comemorar esses títulos, os municípios realizam festas religiosas e profanas com a participação de seus munícipes e turistas de toda a região.

Escolhemos esses municípios por suas carências na formação humana e social, pela grande quantidade de jovens, mas, sobretudo, por seus potenciais. É terra onde encontramos reconhecidos mestres da cultura popular. Nomes como os Mestres mamulengueiros Zé de Vina e Zé Lopes, de Lagoa de Itaenga e Glória do Goitá, respectivamente. Com seus teatros de bonecos de madeira fazem crianças, jovens e adultos darem boas gargalhadas.

É terra onde reside o mestre de cavalo-marinho, Zé de Bibi que com o gingado de seu cavalo-marinho, adulto e infantil, localizado na Zona Rural de Glória do Goitá encanta toda a população. Mas, além desses, a região é conhecida por possuir vários maracatus rurais, e grupos de coco, ciranda e quadrilhas juninas. Muitas dessas comunidades já foram gravados pelas lentes dos jovens do Giral.