Em Glória do Goitá: Educadores concluem curso de Libras

A formatura acontece sábado (7), a partir das 8h, em Glória do Goitá e festeja a conclusão do curso básico na Língua Brasileira de Sinais (Libras). O evento é resultado de mais de três meses de aulas práticas e teóricas, intercâmbios e vivências em educação inclusiva, realizadas pela Ong Giral, com mais de 30 alunos que puderam certificar-se da importância da Libras para a inclusão social.

O curso atende uma demanda de formação profissional na área. “Estamos imensamente satisfeitos pelo resultado. São mais de 30 educadores de Glória e Chã de Alegria preparados para utilizar a libras. A solenidade será realizada, na sede da Ong Giral, localizada na Rua das Orquídeas, Santa Felicidade, Glória do Goitá”, socializa o coordenador executivo da Instituição, Leonildo Moura. No momento, os formandos irão apresentar musicais utilizando a libras como língua principal.

O curso é uma inovação da Ong que atua na formação de adolescentes e jovens com educação inclusiva em vários municípios da Zona da Mata pernambucana, em parceria com o Instituto BRFoods. As aulas aconteciam todos os sábados pela manhã, ministradas pela pedagoga e intérprete de libras, Amanda Tamires. A ação faz parte do projeto Identidades do Giral.

A formatura acontece sábado (7), a partir das 8h, em Glória do Goitá e festeja a conclusão do curso básico na Língua Brasileira de Sinais (Libras). O evento é resultado de mais de três meses de aulas práticas e teóricas, intercâmbios e vivências em educação inclusiva, realizadas pela Ong Giral, com mais de 30 alunos que puderam certificar-se da importância da Libras para a inclusão social.

O curso atende uma demanda de formação profissional na área. “Estamos imensamente satisfeitos pelo resultado. São mais de 30 educadores de Glória e Chã de Alegria preparados para utilizar a libras. A solenidade será realizada, na sede da Ong Giral, localizada na Rua das Orquídeas, Santa Felicidade, Glória do Goitá”, socializa o coordenador executivo da Instituição, Leonildo Moura. No momento, os formandos irão apresentar musicais utilizando a libras como língua principal.

O curso é uma inovação da Ong que atua na formação de adolescentes e jovens com educação inclusiva em vários municípios da Zona da Mata pernambucana, em parceria com o Instituto BRFoods. As aulas aconteciam todos os sábados pela manhã, ministradas pela pedagoga e intérprete de libras, Amanda Tamires. A ação faz parte do projeto Identidades do Giral.