Giral – 8 anos de história e transformação social

 

O que contar quando passamos oito anos intensos, de desafios e conquistas? O que falar quando a satisfação em celebrar é maior que o desejo da festa? Assim é o Giral em nossas vidas. Uma Organização que vai além da missão, para ocupar um lugar privilegiado em nossos corações. Não pelo trabalho, mas pela sensibilidade com que ajuda a construir um mundo melhor. São tantas histórias, que parece que foram vividas além do tempo. Mas, o relógio não parou e estamos comemorando oito anos de existência. Da fundação, naquela tarde ensolarada, até os dias atuais, muitas vidas foram formadas. Elas levam essas histórias para distantes, diversos e diferentes ambientes em que vivem. É GIRAL. Respiramos fundos, aliviados e felizes, por festejar mais uma data que, além de lembranças, nos inspira para contribuir com o desenvolvimento e sustentabilidade do meio ambiente, da educação e da tecnologia da informação e comunicação. Tudo isso para emancipar vidas que, assim como o Giral, são agentes de histórias.

 

GIRAL FACILITA DISCUSSÃO EM CONFERÊNCIA ESTADUAL DE JUVENTUDE

Realizada em Olinda, nos dias 5 e 6 de outubro, a 3ª Conferência Estadual de Juventude de Pernambuco, reuniu cerca de 600 pessoas, no Centro de Convenções e contou com a participação do Giral facilitando o grupo temático – Direito à Comunicação e liberdade de expressão. O destaque do evento foi para os 500 delegados escolhidos durante as etapas preparatórias para o evento estadual, realizadas nos municípios pernambucanos. Além deles, participaram representantes das secretarias estaduais, prefeituras e entidades ligadas aos segmentos de juventude.

Durante a conferência os participantes se dividiram para a discussão em 11 eixos temáticos: Participação social; Educação; Trabalho; Diversidade; Saúde; Cultura, Comunicação; Esportes; Território e mobilidade; Meio ambiente; e Segurança pública e acesso à justiça. Entre os facilitadores das discussões estava o representante do Giral, Leonildo Moura, que também é membro do Conselho Estadual de Políticas Públicas de Juventude. “No decorrer dos debates foram analisadas as propostas das conferências municipais, livres e territoriais, para serem selecionadas para a Conferência Nacional. Foi um momento de troca de experiência com as várias juventudes do estado, desde àquelas que estão no sertão ao da Capital, momento único”, relata Moura.

De cada grupo foram eleitas cinco propostas e, do total, 22 prioritárias serão levadas para apresentação na Conferência Nacional, programada para acontecer em dezembro de 2015, em Brasília (DF). Também foram eleitos 54 delegados que irão representar Pernambuco na plenária nacional.