Giral participa do Festival ABCR

Selecionado pelo Instituto CeA, o Giral participou do Festival ABCR 2014. Realizado em Guarapari, Espírito Santo, de 19 a 22 de maio, o evento realizado pela Associação Brasileira de Captação de Recursos, contou com mais de sessenta palestras e debates que proporcionaram aos presentes uma troca de conhecimento sem igual. A programação, ponto alto do evento, contou com a contribuição de profissionais que estão na liderança das inovações em mobilização de recursos no país, promovendo a excelência na captação e a valorização da figura do doador.

O Festival ABCR é um evento totalmente dedicado a discutir a mobilização/captação de recursos não somente a nível nacional como também envolvendo os países da América Latina. Surgiu da necessidade de entender o papel do captador de recursos e as demandas do Terceiro Setor por sustentabilidade e financiamento, incorporando técnicas de fundrainsing internacionais.

O evento apresenta as oportunidades para os projetos e organizações da sociedade civil atuantes nas mais diversas áreas como cultura, educação, saúde, direitos humanos, gênero, etnia, religião e outros. Além disso, contribui para a profissionalização da gestão da mobilização de recursos e dissemina conteúdos sobre o cenário da nova arquitetura de financiamento e da filantropia a nível mundial.

Jovens produzem vídeo sobre cabelo

Estudantes da Escola Estadual Paroquial de Menores, aqui de Glória do Goitá estão participando do curso de audiovisual pelo Projeto Ponto de Cultura Seu Zé. O tema abordado no vídeo é cabelo, fazendo com que a sociedade em geral pare para pensar nas questões cultural-racial que o cabelo representa quando se sabe que o Brasil é um país de cultura afrodescendente. O documentário também traz para discussão de como a mídia trata a questão da mulher e do próprio homem terem o cabelo liso ou não, o que é bonito e o que é feio na visão sensacionalista da mídia de massa.

Ao todo, são 13 jovens de 13 a 18 anos, vindos da zona rural e urbana da cidade. A jovem participante do projeto, Valdilene Silva, 17 anos, está entusiasmada em estar produzindo esse documentário e diz ser um tema muito importante para se debater. “Vemos na mídia todo o dia comerciais e comerciais de televisão manipulando principalmente nós mulheres a ter os cabelos lisos e sedosos, já no nosso vídeo queremos mostrar o outro lado dessa realidade absurda”, comenta Silva.

O projeto é uma realização do Giral com financiamento da Fundarpe e em parceria com a Prefeitura Municipal de Glória do Goitá através da Secretaria de Educação.

Giral recebe visita de monitoramento do IAF

O Giral recebeu nos dias 23 e 24 de abril, o consultor da Interamerican Foudation, Eduardo Baptista para visita de acompanhamento e monitoramento do Projeto Agentes de Desenvolvimento da Comunicação (ADC). Durante a visita, Baptista conversou com os coordenadores do Giral, educadores do projeto e jovens beneficiários. A primeira conversa foi com os jovens que passaram pela formação do ADC e que hoje estão com a missão de constituir a equipe de produção audiovisual para prestação de serviços.

Para Maria Moraes, jovem formada do município de Chã de Alegria e agora educadora do Giral, a participação no curso foi e está sendo imprescindível para a sua vida. “Passei pela formação do ADC e hoje estou como educadora do projeto Ponto de Cultura Seu Zé pelo Giral junto com as outras meninas de Chã de Alegria e Glória do Goitá, nunca imaginei estar passando o que aprendi para outros jovens”, diz Moraes. Já para Lúcia Araújo, jovem formada pela primeira turma de Glória do Goitá é mais um desafio a ser superado. “É um nova experiência, no curso estávamos para aprender, agora estamos para ensinar outras pessoas”, relata Araújo.

O projeto é uma realização do Giral com financiamento do IAF e em parceria com as prefeituras de Glória do Goitá, Feira Nova, Lagoa do Itaenga, Pombos e Chã de Alegria. 

Escola rural recebe curso de produção audiovisual pelo Giral

“Ouvi os sonhos dos adolescentes de áreas rurais e incentivá-los, revigora nossas energias enquanto educadores do Giral”, comenta uma jovem educadora da Instituição, durante a avaliação das atividades realizadas pelo Ponto de Cultura do Giral, na Escola Municipal Rosa Beltrão no Sítio Araçá, Zona Rural de Glória do Goitá.

A pequena escola foi a primeira a receber a caravana de educadores do Giral para o curso de produção de vídeo e reúne crianças e adolescentes de diversas comunidades rurais próximas. São filhos e filhas de agricultores que estão concluindo o ensino fundamental e não tem seus objetivos e sonhos definidos. Muitos nem falam sobre o assunto.

Segundo os depoimentos, eles aprenderam novas palavras e práticas ainda não vivenciadas na comunidade, como a elaboração de roteiro, gravação e edição de vídeos. Depois dos aprendizados, os quinze participantes da oficina resolveram produzir um curta sobre a história e importância da escola para a comunidade. Entrevistaram moradores, antigos funcionários e estudantes. O vídeo está em fase de finalização e a primeira exibição será realizada no evento de comemoração dos 65 anos da escola. Com a finalização da oficina, a caravana de educadores do Ponto de Cultura do Giral partiram para vivenciar a experiência com estudantes de outras escolas.