Jovens do projeto Cultura Daqui finalizam vídeos

Depois de mais de dez meses de formação, jovens do projeto Cultura Daqui finalizam quatro vídeos documentários que falam dos aspectos culturais da região. O projeto tem como objetivo geral “formar jovens em produção audiovisual na Bacia do Goitá, para atuarem como protagonistas no resgate e valorização da cultura local”.

Glória do Goitá retrata a história do mestre de mamulengo Bila e a cultura do mamulengo, por ser conhecida como cidade berço do mamulengo; Feira Nova vai mostrar em forma de cordel as diversas culturas existentes no município; Lagoa do Itaenga registra a história do Sítio Histórico do Cavalo Marinho, onde se encontra o único museu do cavalo marinho do Brasil e Pombos vai mostrar as diversas culturas que existem no município, desde capoeira até coco de roda.

Para Paulo Júlio, jovem do projeto do município de Lagoa de Itaenga o projeto trouxe muitos aprendizados – “gostei muito, desde a participação, apoio, incentivo, mesmo com as desistências de algumas pessoas a produção do vídeo foi muito bom, pude aproveitar e, além disso, poder conhecer mais sobre o sítio histórico do cavalo marinho que antes não conhecia bem”, relata Júlio.

Para o educador de cinegrafia e também articulador do projeto, Wemison Araujo, a produção do vídeo e as pesquisas e mapeamento dos movimentos e mestres foram uma grande oportunidade de ampliar os conhecimentos e as vivências em grupo. “Os jovens puderam participar na prática dos ricos saberes dos mestres da cultura popular da região da Bacia do Goitá.

O projeto ajuda o jovem a melhorar o entendimento e a participação na sociedade, aguça o sentido para uma visão contemporânea e descentralizada do mundo e gera oportunidade de sustentabilidade com as oficinas técnicas de roteiro, edição, fotografia, cinegrafia e desenvolvimento pessoal”, afirma Araujo. Todos os vídeos estão sendo editados em software livre.