Jovens produzem vídeo sobre bullying

Você sabe o que é bulling? Os estudantes da Escola de Referência em Ensino Médio Barros Guimarães de Glória do Goitá, participantes do Projeto Escola de Vídeo produziram um curta sobre o tema. Conceitos, exemplos e casos vivenciados dentro do colégio são retratados na produção.  

O curta foi produzido através de uma parceria entre a escola e o Giral. A iniciativa garantiu que a caravana da Ong permanecesse uma semana dentro da escola realizando uma oficina prática de produção de vídeos. Os estudantes assumiram o desafio e orientados pela por educadores de roteiro, cinegrafista e edição finalizaram a produção que traz entre os personagens, alunos, professores e funcionários da escola.

O curta “bulling?” foi lançando no I seminário: Juventudes, tecnologias, comunicações, realizado no dia 25 de outubro, no auditório do colégio Dom Miguel. Mas, a grande exibição será realizada no I Festival de Vídeo do Giral que será realizado em dezembro desse ano. 

Giral comemora aniversário com seminário de comunicação

O Grupo de Informática, Comunicação e Ação Local (GIRAL), instituição sem fins lucrativos comemora quatro anos de fundação. A ONG foi constituída em 17 de outubro de 2007 e desde então capacita jovens nas áreas de comunicação e inclusão digital em Glória do Goitá, Lagoa de Itaenga, Feira Nova e Pombos.

Para comemorar o aniversário, a instituição realizará no dia 25 desse mês, o Seminário Comunicação é Direito Humano. O evento será realizado em Glória do Goitá, no Auditório da Escola Cenecista Dom Miguel, das 8h às 16h, e reunirá jovens, educadores, parceiros, financiadores e convidados. O debate/tema será mediado por Ivan Moraes Filho do Centro de Cultura Luiz Freire.

Durante o evento acontecerá o lançamento de curtas metragens e exposição fotográfica produzidos por jovens do Giral. A celebração encerra-se com festas e coquetel em comemoração aos quatro anos da instituição que já formou mais de 200 jovens comunicadores.

Jovens participam de mobilização contra o câncer de mama

Adriana, Lúcia, Paloma e Simone. Elas acordaram na madrugada do último dia 9, para participar do evento de mobilização contra o câncer de mama organizado pela Avon, na Avenida Boa Viagem, no Recife.

As jovens residentes em Glória do Goitá, Lagoa de Itaenga, Feira Nova e Pombos estão em formação no projeto Agentes de Desenvolvimento da Comunicação e são conhecidas em suas comunidades como jovens comunicadoras.

Adriana, que mora na Zona Rural de Feira Nova, no agreste pernambucano, acordou às 4h da manhã, e foi de motocicleta até o centro do município. De lá, passou por Glória do Goitá, Lagoa de Itaenga, Vitória de Santo Antão, Moreno e Jaboatão até chegar ao Recife. A viagem longa não cansou a jovem que participou do evento com bastante empolgação. “Foi muito bom e animado. Estou muito feliz por participar de um evento tão emocionante que ficou marcado na minha vida”, comenta Adriana.

 O ato começou com uma caminhada, animado ao som de trio elétrico, e finalizou com palestras, oficinas, marcação de consultas e distribuição de produtos. A ação faz parte de uma iniciativa da Avon de prevenção e combate ao câncer de mama.

Giral firma parceira com o SEBRAE

Uma parceria formada entre o Giral e o Sebrae de Pernambuco garantiu a capacitação de 60 jovens comunicadores em elaboração de projetos e captação de recursos. A capacitação foi realizada no espaço de formação de jovens, no período de 3 a 8 de outubro.  No próximo dia 15, os jovens participarão ainda, da elaboração do Plano de Negócios.

O objetivo é capacitar os jovens envolvidos nos projetos do Giral a elaborar projetos para acessar financiamentos de fundos públicos e privados existentes no Brasil, visando à solução de problemas locais relevantes que possam ser superados com o desenvolvimento de projetos e com os respectivos aportes financeiros. Além disso, tem também o objetivo central a criação da equipe de vídeos para prestação de serviços audiovisuais. “A ideia é que os jovens possam colocar tudo isso em prática, e que a equipe possa dá certo. Essa equipe sempre foi um sonho do Giral, e acho que estamos prestes a realizá-lo”, comenta a coordenadora administrativo-financeiro do Giral, Paula Mendes.

Jovens comunicadores discutem violência doméstica

Era manhã do último dia 10 de agosto quando jovens comunicadores, de quatro cidades do interior de Pernambuco se reuniram em Glória do Goitá, para participar da oficina sobre direitos humanos. De ônibus, bicicleta ou a pé, aos poucos, eles chegavam e sentavam, em círculo, no auditório da prefeitura da cidade.

No total, 63 jovens participaram do encontro. A maioria são filhos de agricultores e estudantes das escolas públicas de Glória do Goitá, Feira Nova, Lagoa de Itaenga e Pombos. Depois de uma reflexão sobre as influências dos meios de comunicação na sociedade e os valores familiares, assistiram ao vídeo sobre Violência Doméstica promovido pelo Instituto Avon. A oficina foi ministrada pelo jornalista, Everaldo Costa.

Para a jovem, Gerlane Maria, de 20 anos, o discussão é de fundamental importância. “O tema abordado foi muito bem colocado para nós que tenhamos noção dos direitos humanos, para que esses direitos não sejam esquecidos. Como caso de mulheres que são espancadas por seus maridos e que por medo não e acabam se fechando para a vida”, comenta.

Os jovens comunicadores fazem parte do projeto Agentes de Desenvolvimento da Comunicação, executado pela Organização Não Governamental Giral, de Glória do Goitá.

Projeto produz vídeo dentro das escolas

Projeto Escola de Vídeo reúne estudantes da Escola Estadual Antônio Inácio, em Feira Nova, Agreste pernambucano – 15 jovens assumem com entusiasmo o desafio de produzir curtas metragens dentro do ambiente escolar. As oficinas duram uma semana e funcionam em horário extra-turno. Nas aulas, eles aprendem como elaborar roteiro, noções de gravação e edição de vídeos. Mas, além disso, todos participam da discussão sobre direito humano à comunicação. “As aulas são práticas, e durante o curso, eles escolhem um tema para produção do vídeo que irá representar a escola no I Festival de Vídeos da região, planejado para dezembro desse ano”, afirma a coordenação administrativa, Ana Paula Mendes.

As produções resultados da oficina destacam temáticas para a construção da cultura de paz. Nesse colégio, os jovens optaram por falar sobre as diversas formas de discriminação enfrentados na sociedade, por idosos, homossexuais e negros.  “Esta é a quinta escola a ser visita pela caravana do projeto. A próxima parada será com as crianças do Programa de Erradicação do Trabalho Infantil (Peti) do mesmo município”, comenta Wemison Araujo, educador de câmera. A iniciativa é desenvolvida pelo Giral e financiada pelo Banco do Nordeste do Brasil (BNB) e BNDES com parcerias locais. “Estamos recebendo o projeto com muita alegria. Selecionamos alunos e vamos produzir da melhor forma”, disse a vice-diretora da escola, Marinalva Soares.